quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

soneto 22 - William shakespeare


... ah, então, meu amor, sê cuidadosa
Como eu, não por mim, mas por tua vontade;
Carregando teu coração, que guardarei comigo,
Como a ama que protege seu bebê querido.
Não penses em teu coração quando o meu fenecer;
Tu me deste o teu para nunca mais o devolver.
(soneto 22 - shakespeare)
update:  do Livro: "154 Sonetos", Ibis Libris, 2009. Tradução
Theresa Christina Rocque da Motta

Um comentário:

Thereza Christina Motta disse...

Faltou dizer de quem é a tradução, retirada do meu livro "154 Sonetos", publicado pela Ibis Libris, em 2009. Agradeço a indicação.
Grande abraço e obrigada por divulgar.
Thereza Christina Rocque da Motta