sábado, 23 de dezembro de 2017

Ψ Repensar, Reciclar, Renovar.. ♻

*É hora de mudança... remover, limpar, varrer, doar, ressignificar...
*A dificuldade em aceitar que precisamos mudar só provoca mais resistência e medo.
*Escolher dançar com a mudança significa que você se permite fluir com ela.  *Deixe-se entrar sem limites na dança caótica da transformação e você será ricamente abençoada com muitas possibilidades. É hora de se permitir fazer algo completamente novo.

Deusa Oya:
Eu trabalho de modo profundo
Sempre em movimento
Eu trabalho de modo dramático
com trovões e relâmpagos
Varrendo e extirpando
Mas também de forma sutil
Empurrando e lentamente deteriorando
Eu rodopio e giro... 
É a forma que encontro para abrir seu caminho
O que não posso é ser ignorada
Chame por mim!

*A Deusa Oya sugere mudança e diz que a terra precisa ser revolvida antes que algo possa ser plantado, e que a mudança vai lhe trazer exatamente àquilo que você precisa para em seu caminho rumo à totalidade. 

*Na mitologia africana a Deusa Oya é a deusa iorubá dos fenômenos climáticos, tornados, raios, fogo, tempestades destrutivas. *Casada com Ogum, sua cor é violeta ... *Liderança feminina, do encanto persuasivo e da transmutação. *Equivale à poderosa Iansã na mitologia brasileira. *Sincretismo: na tradição cristã Santa Bárbara.

*De acordo com a tradição Xamã os animais exibem padrões de comportamentos capazes de transmitir mensagens ocultas a qualquer ser atento o bastante para captar suas lições de vida.

*O que o Esquilo por exemplo pode nos ensinar sobre mudanças ou  medo delas?

Patrícia Christensen
Esquilo... Você armazenou nozes
No oco do tronco, para uma eventual necessidade.
Ensina-me a colher apenas o necessário,
Confiando na Providência Divina
Para efetuar a semeadura e a colheita suficiente,
(sem degradar o ambiente).

*Na insegurança destes tempos é importante ser previdente... poupando para eventuais emergências... entretanto, o sistema capitalista excede ... transformando o ser humano em acumulador compulsivo, e isso sabemos leva a uma condição psicopatológica.

*Na ansiedade, você acaba por acumular coisas em demasia, livre-se delas.

*Isso equivale a um conceito intelectual sectário, preocupação, pressão, estresse... ou meros objetos que você mantém guardados caso um dia venha a precisar. que por vezes só ocupa espaço, impedindo a entrada de outras possibilidades.

*Armazenamento só tem sentido se equilibrado... equilíbrio que resulta da correta circulação e constante renovação do estoque para uma fonte revigorada e melhor qualidade de vida. ... 

O Esquilo ainda ensina a guardar em local seguro o que de fato é importante para nós... 

*Aqui não se refere somente aos bens materiais escondidos em compartimentos secretos... 

*Na dimensão humana, o local mais seguro é ainda poder recorrer ao jardim secreto e inviolável da mente serena e do coração cheio de compaixão por todos os seres vivos... 

*Neste compartimento secreto reside uma fonte inesgotável de energias benéficas  que irão libertar seu coração e mente, propiciando prosperidade e autocura. 

*Os bens que realmente valem à pena são a saúde, a sabedoria e o amor.

"Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração. (Mateus 6.19-21)

“TUDO TEM O SEU TEMPO DETERMINADO, E HÁ  TEMPO  PARA TODO  PROPÓSITO  DEBAIXO DO CÉU “. (Eclesiastes  3: 1- 11)

(...) o seu tempo é um presente dos Deuses... mas não é o tempo dos deuses ... por isso é tão valioso que não tem preço... Ainda há quem diga que tempo é dinheiro...

*Lembramos que na mitologia o deus cronos é por excelência o deus do tempo.

Ivan Akimov
*Cronos (em grego: Κρόνος, Krónos), é o mais jovem dos titãs, filho de Urano, o céu estrelado, e Gaia, a terra.

*Cronos simbolicamente é o tempo medido pelo relógio, calendário, rotina. É o tempo determinado dentro de um limite.

*Kairos remete ao  momento certo, oportuno. Refere-se a um aspecto qualitativo do tempo.
                                                                                                           
Fonte: Amy Sophia Marashinsky - O Oráculo da Deusa
Jamie Sams & David Carsom- A Descoberta do Poder Através  da Energia dos Animais
https://pt.wikipedia.org › wiki › Chronos de pt.wikipedia.org
Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clinica

domingo, 17 de dezembro de 2017

Ψ Conselho Federal de Psicologia repudia mudanças na política de saúde mental

Proposta do Ministério da Saúde desfigura a política de saúde mental e afronta diretrizes da política de desinstitucionalização psiquiátrica

(...) Entre as modificações propostas pelo governo estaria a manutenção de leitos em hospitais psiquiátricos, a ampliação de recursos para comunidades terapêuticas e a limitação na oferta de serviços extra-hospitalares.
Para o CFP, o texto do Ministério da Saúde contém pontos que desfiguram a política de saúde mental e afrontam as diretrizes da política de desinstitucionalização psiquiátrica, prevista na Lei 10.216/2001, além de violar as determinações legais no que se refere à atenção e cuidado de pessoas com transtorno mental estabelecidas na Convenção sobre Direitos das Pessoas com Deficiência e na Lei Brasileira de Inclusão.
Além disso, o plano vislumbra um redirecionamento progressivo de uma rede comunitária para um modelo baseado em instituições médico centradas, privadas, promotoras de estigma e segregação e que se mostrou historicamente ineficiente.   

Nada adiantou. Nem mesmo estes, entre tantos outros apelos de profissionais e entidades especializadas foram suficientes. A reunião ordinária da Comissão Intergestores Tripartite (CIT) do Sistema Único de Saúde (SUS) aprovou, sem nenhum tipo de discussão, na manhã desta quinta-feira (14), em Brasília, as mudanças na política de saúde mental propostas através de portaria do Ministério da Saúde.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Saúde Mental, Paulo Amarante, a controversa portaria foi aprovada a “toque de caixa”. “Não foi aberta a palavra. Eu pedi a palavra, o Ronald Ferreira dos Santos, presidente do Conselho Nacional de Saúde, pediu também e o ministro respondeu grosseiramente que não daria a fala a ninguém. A portaria só foi lida. Não tivemos qualquer possibilidade de manifestação”, disse.


Sérios retrocessos - Desde que a portaria que altera a política de atendimento à saúde mental foi colocada em pauta, várias entidades, como o Conselho Federal de Psicologia (CFP), a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e a Procuradoria Federal dos Direitos dos Cidadãos (PFDC) se manifestaram contra.


De acordo com eles, a portaria impõe sérios retrocessos no tratamento de pacientes com transtornos mentais e a usuários de álcool e drogas. Todos temem, sobretudo, o retorno da internação de pessoas com transtornos em hospitais psiquiátricos.


Para o psiquiatra Leon Garcia, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP, esta “é a maior ameaça à política de saúde mental desde 1990 [quando começaram as discussões sobre a reforma psiquiátrica]”. Para ele, além de dar aval a hospitais psiquiátricos, a medida traz o risco de desfinanciamento de outros serviços.


A procuradoria, por sua vez, alegou que “as mudanças afrontam os direitos humanos e a reforma psiquiátrica antimanicomial adotada no país, pois limitam os recursos para unidades que trabalham com a reinserção psicossocial de pessoas, como serviços residenciais terapêuticos, ao passo que aumentam o custeio de hospitais psiquiátricos”.


“Considerando que há o dever legal de diminuir as internações hospitalares e a segregação das pessoas com deficiência, para que elas sejam de regra atendidas em serviços extra-hospitalares, não há razoabilidade no aumento do custeio dos hospitais psiquiátricos, na diminuição do financiamento ao gestor local que fechar leitos para atender no modelo extra-hospitalar, e na manutenção do número de leitos em hospitais psiquiátricos. Não há como não enxergar que esta política apenas incentiva a manutenção de hospitais psiquiátricos, o que viola frontalmente a Lei nº 10.216/2001 e nega às pessoas com transtorno mental o direito de serem tratados em serviços”, diz a nota.


Também em nota, o CFP disse ser contrário à proposta do Ministério da Saúde de mudança na política de saúde mental. O conselho destaca que, na semana passada, foi concluído encontro com dezenas de instituições que marcou os 30 anos de mobilização em defesa do fim dos manicômios. Nele, foi aprovada a Carta de Bauru, que reafirma que “uma sociedade sem manicômios é uma sociedade democrática”.


A Comissão - A Comissão Intergestores Tripartite conta com representantes do Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). O presidente do Conasems, Mauro Junqueira, disse à Agência Brasil que “boa parte da proposta é muito interessante, tem avanços”, mas discordou de que as mudanças vão ampliar a internação em hospitais psiquiátricos.


Ministério da Saúde - O Ministério da Saúde foi procurado pela Agência Brasil, mas a assessoria informou que as propostas finais do órgão serão apresentadas na reunião, prevista para as 8h30.


“Retrocesso na saúde mental?” - 
Em artigo publicado nesta quinta-feira (14), na sessão “Tendências e Debates”, da Folha de S.Paulo, com o título “Retrocesso na saúde mental?”, vários profissionais ligados à saúde mental se posicionaram contra a portaria.


De acordo com eles, “nos últimos 30 anos, o Brasil construiu uma política de Estado para portadores de transtornos mentais que ganhou o reconhecimento da Organização Mundial da Saúde”. Neste novo cenário, “o orçamento federal, que antes subvertia a lógica ao priorizar internações, hoje destina 75% de seus recursos para serviços extra-hospitalares, que ajudam homens e mulheres a encontrar saúde mental e felicidade lá onde ela pode estar, no cotidiano da vida em comunidade”.


Para os profissionais, “a proposta ressuscita o financiamento de ambulatórios de saúde mental, sobrepostos aos serviços comunitários existentes. O conjunto das propostas privilegia a internação e duplica serviços. Como os recursos são escassos e decrescentes, o resultado será o sucateamento da rede comunitária de saúde mental”.


"Maior ameaça à política de saúde mental desde 1990”;  “As mudanças afrontam os direitos humanos e a reforma psiquiátrica antimanicomial adotada no país”; 
“O ministro da Saúde não pode desfazer numa canetada uma política de Estado amparada pela legislação federal, pelo controle social do SUS e mundialmente reconhecida por seus resultados”.
Desfiguração da política de saúde mental - Entre os pontos mais críticos da proposta do Ministério da Saúde, o CFP ressalta a desestruturação da política de desinstitucionalização, que se dá pela decisão equivocada de revogar a permanência do valor das autorização de internação hospitalares (AIHs) nos municípios referentes das internações de moradores psiquiátricos após sua saída dos hospitais. Isto retira recursos de uma política já subfinanciada e desestimula municípios a promoverem a retirada de moradores de hospitais. Da mesma forma, as minutas dão brecha para a existência de residências em ambientes hospitalares, o que desconfigura a essência da desinstitucionalização, que é retomar a vida em comunidade.
Outra medida criticada pelo CFP é o financiamento de ambulatórios psiquiátricos, porque muitos municípios irão migrar de modelo, pautado na atenção comunitária, para outro medicalizante, caro e ineficaz. Esta migração será decorrente da impossibilidade de aumento de custos. Este modelo ainda irá minar as ações de saúde mental que vêm se fortalecendo na atenção primária a saúde.
Fonte: Conselho Federal de Psicologia, Revista Fórum, A Folha  
Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica 

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Pablo Picasso - Blue Period 1900/ 1904

                                                             Casagemas in His Coffin (1901)
Esta pintura faz parte de uma sequência sobre a morte de Carlos Casagemas, filho do consul americano em Barcelona, pintor e amigo do artista. 
O suicídio de Casagemas, por causa de uma decepção amorosa, gerou profunda devastação no artista, que afirmou ter começado a pintar em azul após refletir sobre a morte do amigo.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

(...)

(...) O pior inimigo, todavia, que poderá encontrar és tu mesmo. 
Nas cavernas e nos bosques te espreitas (...)
Solitário, segues o caminho que te conduz a ti mesmo! 
E por teu caminho desfilam diante de ti tu mesmo e teus sete demônios: és o herege, o feiticeiro e adivinho, doido, incrédulo, ímpio e o malvado.
É preciso que sintas a necessidade de consumir-te em tua própria chama.
Como querias renascer sem primeiro te conduzires às cinzas?

Friedrich Nietzsche, (1844-1900) in Assim Falou Zaratustra
Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Ψ Sonhos de Uma Vida - 'O Homem e Seus Símbolos' - Carl Gustav Jung

"A semente de um pinheiro da montanha contém em si a futura árvore em forma latente... mas cada semente a seu tempo num lugar próprio, sob fatores diversos, como a qualidade do solo, da exposição ao sol e ao vento...
A totalidade latente do Pinheiro na semente reage a essas circunstâncias desviando-se das pedras e inclinando-se para o sol, o que acaba moldando o crescimento da árvore. Assim um Pinheiro lentamente toma corpo, constituindo a realização de sua totalidade, sua manifestação no mundo real... na falta da árvore viva a imagem do pinheiro é apenas uma possibilidade, uma idéia abstrata... A realização dessa singularidade no indivíduo é o objetivo do processo de Individuação."
 (Jung - O Homem e Seus Símbolos)

*Existem milhares de árvores na floresta e todas não passam de árvores,  mas se olharmos bem de perto e com a devida atenção, cada uma tem as suas particularidades... não existem duas árvores idênticas,  a natureza realiza seus padrões através de seres únicos e individuais. Por isso o pensamento estatístico é tão pernicioso, tão nocivo. 

*A realidade consiste de um imenso número de seres únicos e os sonhos nos ajudam a descobrir padrões únicos da nossa vida. 

*Os sonhos apontam para cada ser o sentido único de sua vida também única... sendo este talvez o aspecto mais importante e fascinante da vida onírica.

*São os sonhos que indicam onde se encontra nossa energia e para onde ela quer ir. *Assim todo sonho traz uma mensagem útil que propicia um 'insight' sobre o sentido específico de uma situação também específica da nossa vida.

*Segundo Marie Louise Von Franz, noite após noite essas mensagens se repetem, chegando a mais de cem mil no decorrer de uma vida. Se estudarmos nossos sonhos por um determinado tempo, observaremos conexões significativas entre eles.                                                              
                                              Imagem: D. KILPATRICK III                                                              
*Uma situação ameaçadora aparece repetidamente nos sonhos, até que prestamos atenção, então o próprio sonho acaba nos trazendo a solução. 

*É como se a natureza lentamente 'chocasse' os problemas, acalantando e desenvolvendo-se devagar... esse desenvolvimento lento pode ser observado na interpretação de sonhos.

*Através da  Psicoterapia ocorre uma concentração consciente no processo natural de maturação com vistas a apressá-los... é  como por mais fogo, para que o processo ande mais depressa.

*Existem diferenças entre os sonhos dos jovens e idosos. *No meio da vida ocorre um estágio transitório, os sonhos jovens são mais adaptativos em direção à uma adaptação externa, ambição pessoal, ou realização amorosa.

 *Por volta dos 40 anos os sonhos visam uma adaptação à vida interior, descoberta do sentido da vida. 

*Von Franz refere ainda, que na sociedade moderna, os jovens também parecem preocupados com esta dimensão interna, resultado da massificação da nossa civilização...

*No aspecto profissional observa-se uma disputa perversa, onde o homem moderno no intuito de não ser descartado como mais uma mercadoria, acaba por tornar-se um megalomaníaco que quer estar por cima para conquistar sempre um melhor status ou se sente completamente esmagado e inútil resultando em depressão ou doenças psicossomáticas. 

Fonte: Marie Louise Von Franz 
Carl Gustav Jung 'O Homem e Seus Simbolos' 
Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica 

sábado, 18 de novembro de 2017

AC/DC - Malcolm... eu tenho coração e flores prá você

                                 Malcolm Mitchell Young - 1954/ 2017  †  
                               (...) Quando você sorri eu vejo estrelas no céu
                                Quando você sorri eu vejo o nascer do sol
                                E eu sei que você tem pensado em mim...

                              (...) Eu posso dizer pelas coisas que você diz
                                Eu posso dizer que você sabe o caminho
                                E eu sei o que você quer que eu faça
                                Eu tenho corações e flores para você

sábado, 28 de outubro de 2017

Ψ "Deve haver sempre vinho e companheirismo ou estamos realmente perdidos." Ann Fairbairn

"O vinho é uma das mais complexas de todas as bebidas:
fruto de um solo e clima particulares, digerido por um fungo através de um processo guiado pela cultura, produzido pelo amor e habilidade de um homem ou mulher.

(...) Até agora, o material tornou-se incrivelmente complexo, quase etéreo. 
Sem querer blasfemar, tornou-se algo como o cheiro e o gosto de Deus.

 *Você bebe sozinho? Não deveria...
Quanto melhor um vinho, mais você deve compartilhá-lo com os outros ...  e essa é a outra coisa incrível sobre o vinho, reúne pessoas que compartilham entre si o mundo à sua volta."                        
                                             José Mongrell Torrent - 1870/ 1937
 Mitologia: A Divindade do Vinho é conhecido em Roma como Baco e na Grécia como Dionísio 
                                                                  Peter Paul Rubens - 1577/ 1640
"O Deus Baco deu à humanidade o vinho e suas bençãos. Concedeu o êxtase da embriaguez e a redenção espiritual a todos que decidiam renunciar ao poder material."

(...) generoso com quem lhe rendia culto, mas podia proporcionar loucura e ruína para os que menosprezavam os festins devassos a ele ofertados.

Fonte: Neel Burton, o guia conciso de degustação de vinho
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Dioniso
Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica 

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

(...)

"Talvez a maior faculdade que nossa mente possua é a capacidade de lidar com a dor. 
O pensamento clássico nos ensina as quatro portas da mente, que todos se movem de acordo com suas necessidades. 

                                                                                  Carrie Vielle
A primeira é a porta do sono: O sono nos oferece um retiro do mundo e toda a sua dor. Dormindo passamos o tempo nos distanciando daquilo que nos prejudicou. Quando uma pessoa está ferida, muitas vezes fica inconsciente. Da mesma forma, alguém que ouve notícias traumáticas muitas vezes desmaia. Esta é a maneira que a mente encontra para se proteger da dor, atravessando a primeira porta.
A segunda é a porta do esquecimento: Algumas feridas são muito profundas para curar, ou muito profundas para curar rapidamente. Além disso, muitas memórias são simplesmente dolorosas, e não há cura possível. O ditado de que o "tempo cura todas as feridas" é falso.... O tempo cura algumas feridas... O resto está escondido atrás dessa porta. 
                                                                                                   Joseph Minton
A terceira é a porta da loucura: Há momentos em que a mente é tratada com um golpe tão certeiro, que se esconde na insanidade. Embora isso pareça não ser benéfico, mas é. Há momentos em que a realidade não passa de dor, e para escapar dessa dor, a mente deve deixar a realidade para trás.
                                                                                                Suzanne Roach
A última é a porta da morte: O resort final... Nada pode nos machucar depois que estamos mortos, foi o que me disseram." 
Fonte: Patrick Rothfuss - O Nome do Vento 
Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica 

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

... tem gente que empresta o coração prá gente morar

Tem gente que Deus coloca na nossa vida só pra nos dar paz. 
Que nos empurra para o melhor de nós, que nos guia para o caminho do bem.
Gente que é sorriso em dia feio, que é suporte quando parece faltar chão. 
Tem gente que pensa e repensa jeitos de nos fazer bem, que se preocupa e demonstra.
Gente que é abraço, mesmo de longe, e a certeza que tudo vai dar certo. 
Que empresta coração pra gente morar, que planta pensamentos bonitos nos dias da gente…
Não é necessário melhorar a aparência, adquirir muita cultura, aumentar o salto do sapato, levantar mais o nariz. 
Precisamos diminuir o barulho, caminhar mais devagar.
Se apegue apenas ao que é essencial à alma – aquilo que a alimenta e faz sorrir – paz, amor, gratidão, humanidade, compreensão, caridade, generosidade e todos os demais sentimentos de amor e bondade que podemos ter e transmitir... (L. R)

terça-feira, 17 de outubro de 2017

🐾 Quatro Vidas de um Cachorro

Lançamento: 26 de janeiro de 2017
Direção: Lasse Hallström Elenco: Britt Robertson, K.J. Apa, John Ortiz ... 
(Baseado no best-seller de W. Bruce Cameron, A Dog's Purpose (título original), estrelado por um cão inquieto sobre o seu existir.)
*Um cachorro morre e reencarna várias vezes na Terra. Embora encontre novas pessoas e viva muitas aventuras, ele mantém sempre o sonho de reencontrar o seu primeiro dono: Ethan, seu maior amigo e a primeira pessoa a amá-lo.
Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Ψ Deixe seu filho ser...

"O caminho para uma sociedade melhor começa no berçário". (Winnicott)
Imagem: Hanks Steve
*Donald Winnicott (1896-1971) propôs que a alegria e a futura satisfação da raça humana dependem de algo muito mais próximo de casa do que se imagina.

*Todas as doenças da humanidade tais como, o fascismo, delinquência, raiva, misoginia, alcoolismo são apenas os sintomas de infâncias pobres e infelizes que o coletivo vai ter que pagar.

*Nós ainda não conseguimos suprimir nossas próprias necessidades ou sufocar nossas próprias demandas quando estamos com uma criança.

*Ainda estamos aprendendo a amar nossos filhos, refere Winnicott, é por isso que o mundo ainda está cheio de feridos, pessoas de "sucesso" externo e respeitabilidade que não são muito "reais" interiormente e infligem suas feridas nos outros.

*Temos um caminho a seguir para que possamos ser "bons o suficiente".

*Winnicott alertou especialmente às  pessoas que estão sempre forçando as crianças para darem uma 'risadinha'.

*Exigir risos ou outras expressões forçadas de uma pessoa pequena, misteriosa, bela e frágil não é saudável ... isso serve apenas para evitar a própria tristeza e frustração do adulto.

*Nos primeiros anos deixe a criança expressar livremente muitos sentimentos tanto 'bons' como 'ruins' sem consequências, e sem medo de retribuição. 

*Certifique-se de que seu filho não é muito compatível: Os pais ficam encantados quando as crianças seguem suas regras. Essas crianças são chamadas de "boas".

*Winnicott teve muita preocupação com as 'crianças boas'.

*Existem pais que não podem tolerar comportamento 'ruim'.

*Isso na concepção de Winicott resultaria no surgimento de um "Eu Falso". 
*Uma pessoa que seria 'boa' exteriormente, mas que estaria suprimindo seus instintos vitais.

*Somente através de uma educação adequada e atenta, uma criança poderia gerar um "Eu Verdadeiro", capaz de equilibrar adequadamente o seu social com seus lados destrutivos... a crise de birra/ raiva, (que deixa o adulto desesperado), deve ser encarada com naturalidade... mais tarde a criança será capaz também de expressar a generosidade ou amor real.

*No esquema de Winnicott, os adultos que não podem ser criativos, que de alguma forma estão um pouco mortos por dentro, são quase sempre filhos de pais que não conseguiram tolerar o desafio, os pais que fizeram a sua prole "boa" antes do tempo deles, matando assim sua capacidade de ser genuinamente bom, generoso e gentil no seu próprio ritmo.

Fonte: Donald Winnicott -  Os Grandes Psicanalistas - The School of Life - Teaching Emocional Intelligence - London, Amsterdã, Paris.

Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica 

Senhora Aparecida - Padroeira do Brasil

"... assim os homens esqueceram que todas as divindades vivem dentro do seu coração." (William Blake)



(...) bastou o teu olhar, prá me calar a voz
esteja onde estiver, rogai por nós

(...) Segure a minha mão quando ela fraquejar, e não deixe a solidão me assustar  (Raul Seixas)
                                                                 
                                                 Nossa Senhora Aparecida

                                           Nossa Senhora de Czestochowa

                                              Nossa Senhora de Loreto

                                                          Nossa Senhora de Einsiedeln
                         
*Através da mitologia podemos nos  reconectar com a religião da natureza de nossos antepassados, podemos recuperar algo da sensibilidade imaginária e espiritualidade ecológica que é a herança coletiva de cada um de nós.

*Uma tremenda revitalização espiritual pode ocorrer quando reconhecemos o mundo natural e o mundo divino intimamente entrelaçados ... através da qual a destruição da consciência humana da Terra pode ser curada...    

A Deusa Negra da Terra, (incluindo as Madonnas Negras), tradicionalmente sempre  facilitou os processos naturais da vida: curar os doentes, aliviar a dor do parto, trazer a fertilidade, o fluxo do leite, fertilizar as plantas...

*Como tal, ela representou a persistência da Grande Deusa durante o tempo de dominação por cultos patriarcais, e ela representa a persistência da Deusa Mãe durante a ascensão do monoteísmo cristão nossa herança coletiva.                                                          
 *A Virgem Negra foi identificada com várias formas nas antigas culturas pré-patriarcais do Mediterrâneo e do Próximo Oriente: *Cíclula de Phrygian; *Inanna Suméria, *Anat Syria, *Lilith hebraica, *Kali indiana, *Diana de Efésios; a deusa egípcia *Isis; *Nut a Deusa primitiva da noite;

                   Oxum a Doce Deusa Negra da água doce, do Amor, Criatividade e Sensualidade.

                                                                 Deusa Nut
                                                                                                        
                                                     Tente me alcançar
                                                     Tente me tocar
                                                     Mas Eu estou sempre além do seu alcance
                                                     Não tente me decifrar porque você não pode
                                                     Eu sou o sempre presente 
                                                      insondável desconhecido
                                                     Eu sou a imensidão do céu cheio de estrelas
                                                     Estou além da compreensão humana
                                                     Na vastidão do meu ser
                                                     Eu sou um mistério mesmo para mim."

Mitologia: Nut - a deusa egípcia do céu noturno... que dá luz ao sol todas as manhãs, depois o consome de novo todas as noites.

*A Deusa Nut convida você para se abrir ao mistério.

*Você planejou todos os aspectos de sua vida e não deixou espaço para o mistério, o incognoscível?

*A  Deusa Nut diz que está na hora de confiar... o mistério que você deixa entrar será exatamente o que precisa para a sua jornada para a totalidade.

Fonte: Shamanismo e Mitologia da Terra - A Deusa Negra - Psicologia Verde - Ralph Metzner
Amy Sophia Marashinsky

 Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica