sábado, 10 de dezembro de 2016

(...)

"Como se crê universalmente que o homem é apenas aquilo que sua consciência sabe de si mesmo, ele se considera inofensivo.
Ele não nega que coisas terríveis aconteceram e continuam a acontecer, porém são sempre os outros que as produzem.
[...] mas nenhum de nós está livre da tenebrosa sombra coletiva da humanidade." (C. G. Jung - O Eu Desconhecido, 1961)


Nenhum comentário: